7 dicas da neurociência para vender mais para noivas | Guia Noiva

7 dicas da neurociência para sua empresa vender mais no mercado de casamento


7 dicas da neurociência para sua empresa vender mais no mercado de casamento

Entender como funciona o processo de decisão do ser humano é foco de estudo da neurociência e, acredite, isso pode ajudar sua empresa a vender mais.

Esse campo da ciência vem respondendo a perguntas sobre “como processamos informação” ou “como nossa atenção é capturada”.

Ainda há um longo caminho a percorrer, mas muitas coisas já foram desvendadas e podem ser testadas por qualquer um de nós no dia a dia.

Dentro da neurociência uma área denominada neuromarketing se dedica a desvendar como o cérebro de um consumidor pensa e decide.

Não se preocupe, não estamos falando de nada ilícito, apenas de aplicar técnicas objetivas de persuasão.

Parece muito complicado e longe da sua realidade? Especialistas garantem que não é. Pelo contrário, podem ser aplicadas por empresas de qualquer tamanho e qualquer segmento.

Sendo assim, pesquisamos algumas das descobertas que essa área já divulga e vamos te contar agora.

Neurociência: como chegar mais rápido ao cérebro do cliente

  1. Utilize imagens na divulgação de seu produto ou serviço

Os neurocientistas identificaram que o cérebro humano é mais rápido em processar imagens do que mensagens de texto. Então, sempre que divulgar um produto, serviço ou promoção não deixe de agregar uma imagem relativa à informação.

Tanto faz se é um cartaz, um folder ou um post nas redes sociais. Utilize a imagem de alguém satisfeito utilizando o serviço ou a própria imagem do produto.

  1. A necessidade do cliente deve ser sua prioridade

Não adianta dizer ao seu cliente que seu produto é o melhor. Você estará bem mais perto de fechar negócio se deixar claro quais serão os problemas do cliente que serão atendidos com sua oferta.

Por exemplo, não adianta dizer à noiva que o vestido é bordado com cristais importados. Em vez disso mostre como o corte realça os pontos fortes da silhueta dela.

  1. Envolva o cliente em sua história

De acordo com a neurociência, são as histórias que marcam as pessoas fazendo com que elas se lembrem das coisas e até criem identificação.

Assim, não deixe de falar da história de sua empresa e suas experiências pessoais, em relação ao trabalho, claro. Não é o caso de falar de seus aborrecimentos com o trânsito ok?

Comemore o aniversário de sua empresa e divulgue isso. Pendure quadros bonitos do dia da inauguração, humanize sua empresa.

  1. Deixe a emoção transbordar

Para nossa alegria, emoção é o que não falta no mercado de casamento. Uma das principais dicas da neurociência para fazer conexão com o outro é a emoção.

Se a noiva deixou cair lágrimas de felicidade diante da beleza da decoração, igualzinha ao que ela sonhou, registre o momento e – com a devida autorização de uso da imagem – utilize a fotografia na sua divulgação.

  1. Cuide da aparência do seu negócio

Parece óbvio, mas entre as dezenas de tarefas que reclamam a atenção de um empresário algumas coisas podem ser ignoradas.

Vamos supor que você é cake designer. Tem certeza de que o espaço onde recebe as noivas transmite todo o sabor e beleza que seus bolos oferecem?

Se ficar em dúvida, vá até lá fora e volte a entrar como se fosse a primeira vez. Observe o que está em exposição. Inspire e veja se há um apetitoso cheiro no ar. Se não houver nada disso, providencie.

  1. ‘Leia’ seu cliente

Aprender a descobrir rapidamente qual é o estado emocional do seu cliente é um grande passo para fechar uma venda, ou pelo menos ganhar sua confiança em um primeiro momento.

Noivas são clientes com grandes chances de chegarem estressadas até você. Faça algo para reduzir a tensão. Ofereça um chá, mantenha uma música ambiente relaxante ou simplesmente fale calmamente com a pessoa.

  1. Cuide da própria linguagem corporal

Mesmo sem querer o cansaço pode levar você, ou seus colaboradores, a adotar posturas indevidas durante o atendimento. Mantenha a atenção no cliente, não cruze os braços, não fique ‘esborrachado’ na cadeira, seja profissional.

Com a postura correta você está mostrando ao cliente seu comprometimento com ele. Se possível, copie o padrão corporal do cliente. Inconscientemente ele ficará mais a vontade.

Por fim, não se esqueça de que o cliente à sua frente é um ser humano como você. Então, você pode sim pensar como ele e encontrar o melhor caminho para essa conexão que levará ao fechamento da venda e, quem sabe, a conquista de um freguês.

Esperamos que tenha gostado dessas dicas. Conte pra gente se você já aplicava alguma dessas técnicas mesmo sem saber que praticava neuromarketing.

 

MENU