Facebook testa retirada de posts orgânicos de fanpages | Guia Noiva

Facebook testa retirada de posts orgânicos de fanpages do feed de notícias


Facebook testa retirada de posts orgânicos de fanpages do feed de notícias

O Facebook é uma mega empresa e, apesar dos perfis gratuitos para nossa diversão, trabalha com business arrojado e muda com frequência. A mais nova proposta da empresa é deixar de entregar posts orgânicos das fanpages nos feeds de notícias.

Por enquanto, a medida está em fase de testes em 6 países; Sri Lanka, Camboja, Eslováquia, Sérvia, Bolívia e Guatemala.

Se você já tem uma fanpage e reconhece a importância dessa ferramenta, deve estar preocupado com essa notícia. Mas se ficou em dúvida, explicamos.

Resultado orgânico é quando posts de sua empresa são visualizados nos feeds de notícia de seus fãs sem que você tenha que pagar nada.

O contrário disso é quando você paga um anúncio patrocinado para que o post seja divulgado ao público do seu interesse.

Nos países que citamos acima, os feeds de notícias têm recebido apenas posts de amigos e familiares e anúncios. Zero apresentações de posts orgânicos, gratuitos.

Representantes do Facebook  garantem que é apenas um teste e que não há planos de expandir esse formato a outros países.

Mas como sabemos, o Facebook é uma empresa das mais lucrativas. Se o teste correr bem, é certo que a estratégia deve ser expandida.
E não se pode nem dizer que isso é uma surpresa completa.

Posts orgânicos: Facebook quer entregar apenas o que o usuário quer muito ver

Em junho de 2016 o algoritmo da empresa já havia sido modificado para priorizar a interação entre amigos e familiares, deixando em segundo plano os posts de fanpages.

Antes ainda, em 2014, um estudo realizado pela agência de publicidade Ogilvy já apontava uma queda significativa no alcance orgânico. A pesquisa teria revelado que em 2012 a visibilidade orgânica de posts aos fãs de uma marca era de 16%.

No início de 2014, esse percentual já havia sido reduzido para 6% apenas, e tudo indica que vem caindo continuamente desde então. Claro, a justificativa da plataforma é que está otimizando a experiência do usuário para mostrar somente o que ele prefere ver.

Para isso ela conta com um algoritmo chamado ‘ranking’. Nome apropriado, por sinal.

Esse algoritmo passa um verdadeiro ‘pente fino’ nas preferências do usuário e por fim seleciona apenas o que acredita que ele gosta muito. Olhe com atenção o seu feed de notícias. Você vai perceber que até mesmo os posts de amigos com os quais você tem pouca interação estão mais raros.

Posts orgânicos: sem eles, qual é a saída?

Dá pra entender que a galinha dos ovos de ouro de Mark Zuckerberg precisa entregar resultados a seus acionistas. Mas a estratégia afeta diretamente os pequenos negócios que contam com essa publicidade gratuita.

Assim, para aumentar alcance orgânico Facebook ter uma base de fãs ativos, que busquem por suas informações, tornou-se mais vital do que nunca.

Mesmo que você vá buscá-los através de anúncios, com uma verba modesta de publicidade, será preciso cativá-los com conteúdo de qualidade.

Aquela história de comprar curtidas, que já fez a cabeça de muita gente, deve ser deixada de lado mais do que nunca. Tenha em mente que grande parte desse público não é o que lhe interessa, ou que se interessa por sua empresa.

Mas uma base forte de leads – aquela lista de pessoas que forneceu o email para futuros contatos – é preciosa para o seu marketing digital.

Trabalhe para ampliar essa base; entregue a ela conteúdo de qualidade e promova a interação entre site, blog e redes sociais de sua empresa.

É, houve um tempo em que as redes sociais eram principalmente diversão, mas ele já passou. Hoje é essencial investir na qualidade do conteúdo distribuído por meio dos canais de mídia digital.

É essa qualidade que pode levar à agregação de resultados de valor até mesmo através de marketing orgânico.

É por isso que insistimos sempre que todas as empresas invistam na criação de sites próprios, que gerem conteúdo, que participem de marketplaces com relevância no ecossistema de casamentos e que utilizem as redes sociais para agregar e não como única fonte de marketing digital.

Confira aqui 8 formatos de conteúdo para o mercado de casamento.

Esse post esclareceu dúvidas pra você? Esperamos que sim e estamos á disposição para ajudá-lo a esclarecer outras que possam surgir. Fale com a gente ok?

 

MENU