Tag Sombrinha | Guia Noiva

Casamento retrô – DIY| Dayanne e Edson


5.01.2016 Casamentos Reais

Casamento retrô é aquele que remete a algo antigo, de outra época, que não se usa mais.

O estilo retrô ao longo dos últimos anos tem se tornado o queridinho das noivas, não sabemos exatamente o porquê. De repente os casamentos de antigamente tinham um certo ar de “felizes para sempre”, de um amor eterno e duradouro que as noivas de hoje sonham para si….

Ainda existe uma certa confusão em relação aos termos retrô e vintage; o retrô é o estilo antigo e o vintage são as peças “verdadeiramente antigas”, como um câmera fotográfica, maquina de escrever, um porta retrato antigo ou até tecidos e rendas antigos.

Independente de como é chamado o casamento retrô ou casamento vintage tem uma decoração romântica e delicada, as cores predominantes são os tons mais “apagadinhos” como o rosa antigo, o bege e até mesmo  tons de azul e verde claros. Alguns decoradores contrastam essas cores com flores em tons mais quentes como o laranja o vermelho e o amarelo, e conseguem um resultado romântico e acolhedor.

…. depois dessa introdução sobre o casamento retrô e casamento vintage vamos apresentar o casamento super romântico e delicado da Dayanne e do Edson, que escolheram o estilo retrô e usaram muitos elementos vintage.

O vestido de noiva da Dayanne todo rendado e acompanhado de uma linda sombrinha vintage já nos transportou para outro tempo, de repente lindas imagens de uma igrejinha no alto de um morro, dessas igrejinhas de cidade de interior, branca e azul, que sempre vemos nas novelas de época.

Fotos do casal na praça da cidade e na estrada de terra , como era antigamente, nos casamento do campo das pequenas cidades!

Adoramos a ideia da pimenta como lembrancinha de casamento, simples mas cheio de significado e carinho!

Isso tudo foi a nossa impressão do casamento quando recebemos as fotos, agora um relato cheio de emoção e detalhes que só a noiva poderia nos contar.

Detalhes DIY para provar que é possível colocar a mão na massa e deixar o casamento cheio de detalhes incríveis.

“Eu queria contar um pouco mais do nosso grande dia, que foi todinho DIY. Dá muita saudade dos meses de preparação, de chegar em casa após o trabalho e pesquisar, cortar, imprimir, colar, pintar e passar muito tempo com as irmãs e amigas que nos ajudaram tanto.

Gonçalves -MG é a cidade onde minha mãe cresceu, mas eu só conheci a igrejinha pouco mais de um ano antes do casamento e foi amor a primeira vista. E era ainda mais perfeita porque bem ao lado fica a pousada de um casal de primos muito queridos, onde aconteceu a recepção.

Queria também mostrar para vocês o convite, que eu mesma fiz, no estilo cartão postal. Destaquei o local da cerimônia, com estilo e texto bem informal. Criei o monograma num site e usei na arte do convite, na impressão do adesivo que fechou o envelope e no porta guardanapos. Com exceção do convite em si, tudo foi impresso em casa. 

A decoração foi toda planejada por nós e executada pela família e amigos. Aproveitamos  muitas coisas locais, que deram um estilo bem original e custaram muito menos, como a mesa de doces de potes.

Os doces da mesa do bolo foram feitos pela família, inclusive o naked cake. O “love” foi comprado e pintado e também fizemos as luminárias de barbante que ficaram pendurados em cima da mesa. 

Na mesa dos convidados, usamos as garrafas transparentes com uma decoração bem simples, com flores brancas e o porta-guardanapo personalizado. 

Para as crianças, fizemos o livro de colorir e foi muito legal!

Ao invés da gravata, colocamos um porquinho, que funcionou super bem. Ele ficou gordinho de notas acompanhadas de bilhetes super fofos. E não tem aquela “pressão” da gravata. Quem se sente a vontade coloca alguma coisa e pronto.

Escolhemos um cardápio bem mineiro e contratamos um experiente cozinheiro local para fazer o almoço. Ele nos passou uma lista de ingredientes. Sim, até a compra de supermercado para a festa foi feita por nós!  

Dois dias antes da cerimônia, nós viajamos para Gonçalves, que fica a cerca de 100km de distância, com o carro lotado. Tínhamos muitas coisas a resolver e chovia, muito! A igrejinha que ficava bem no topo do morro, numa estrada de terra, já não parecia tão perfeita quando, a pouco mais de 12 horas do casamento, os convidados começaram a ficar atolados na lama. Eu chorei e achei que tudo estava perdido. Fui dormir em lágrimas e quando acordei, o sol não apareceu, e nem a chuva. Um dia nublado e fresco, que sempre foi o preferido do Edson, passou a ser o meu preferido também. Porque o nosso dia foi assim. E foi perfeito. 

Os noivos sorriram, porque apesar da distância e apesar do clima todo mundo conseguiu chegar. UFA! E todo mundo sorriu quando as crianças entraram na igreja ao som de “My Love”, e quando nos reunimos para tirar a foto na escada e quando os noivos chegaram na festa. E quando tocou moda de viola e quando foi servido doce de leite. O amor estava lá em cada detalhe e todo mundo sentiu.”

 

casamento-retro-dayanne-edson (1)

casamento-retro-dayanne-edson (2)

casamento-retro-dayanne-edson (4)

casamento-retro-dayanne-edson (5)

casamento-retro-dayanne-edson (6) (mais…)

Guarda-chuva ou sombrinha – um charme a mais


8.01.2013 Trajes

Com os lindos dias de verão, muitas noivas optam em casar durante o dia, seja de manhã ou no final da tarde.
O altar montado em um grande gramado faz com que qualquer decoração ganhe um charme a mais, mas o que vemos muitas vezes são convidados super incomodados com o sol no rosto.
Para esse pequeno incomodo, muitas noivas tem optado em distribuir charmosos guarda-chuvas ou sombrinhas para que os convidados se protejam do sol ou até mesmo da chuva que pode cair no final da tarde.
O acessório ainda pode compor o look das madrinhas e servir de lembrança para os convidados, o que eu acho muito simpático!
E podem ter certeza que suas fotos também vão ganhar um charme a mais!

Beijinhos.


(mais…)

Página 1 de 11

MENU