in ,

Casamento | Leticia e Marcel

Hoje quem vai nos contar um pouco sobre o casamento da Leticia e do Marcel é a Livia, ela é tia da Leticia e emocionou a todos aqui na redação com esse testemunho tão intenso. Antes de começar a ler pega o lencinho!

“Um presente á todos presentes. Filha da minha irmã, conheço a Letícia desde que nasceu, e a convidei para ser a dama de honra do meu casamento quando ela tinha 12 anos. Acho que aí plantei uma sementinha nessa ocasião. A sementinha do desejo de casar. Anos mais tarde, minha sobrinha vem me contar desse novo relacionamento, diferente de todos os outros que já tivera, e ali senti que algo estava brotando. Como o bambu, que nos primeiros anos cresce pra dentro da terra e só depois mostra toda sua imponência, esse casamento foi elaborado. Cada detalhe foi minuciosamente planejado, característica muito própria do casal, sempre organizados, por vezes aflitos, empenhados em atingir a excelência neste seu primeiro grande projeto juntos. E diversos casamentos se seguiram, aliás, foi no casamento do irmão dela que eles se aproximaram. Eram padrinhos, mas também eram espiões: notavam e anotavam tudo que lhes agradava ou não, para por nas suas bodas. Eu, da cochia, observáva, ouvía, acolhía, mas sem olhar para o palco, para não “estragar” a surpresa que com tanto carinho preparavam. E eu achava que sabia o que se passava, achava. Ajudei nos últimos detalhes: pintar cesta, comprar fitinhas e balinhas. Mas na verdade, era mais um presente que eu ganhava, um agrado para eu me sentir especial. Chegado o dia, toda a tensão era pouca. Correria, remarcações, até febre a daminha teve! Enfim: o deslumbramento! No meio da noite escura, como num encantamento, um altar suntuoso, todo iluminado digno de uma magnânima celebração. O frio desaparece quando inicia o casamento, embalados pelas músicas nos transportando para um mundo mágico, onde o Sagrado se faz presente, elevado por toda paixão que explode nos olhares dos noivos. Tudo é emoção, não aguento quando vejo minha mãe e minha filha, as duas pontas da família trazerem as alianças. Ao encerrar da cerimônia fogos de artifícios explodem no ar avisando que ali era só o começo. No salão, a festa estava linda! Se via o carinho em cada detalhe, (até as fitinhas que compramos uma semana antes). Todos estavam felizes, mas os noivos… Os noivos não cabiam em si de tanta felicidade! Celebravam o seu amor, o amor por todos os presentes e o sucesso de sua grande empreitada. Seu grande plano havia dado certo! Saído como escolhido e planejado o sonho que se iniciara á um ano e meio atrás. Posso dizer que me sinto privilegiada por ter feito parte de algo tão sublime. O casamento foi deles, mas quem foi presenteado fomos nós, os convidados, que estávamos ali nos esbaldando com tantas delícias e demonstrações de carinho promovidas pelos noivos e seus pais. Prova evidente que, se gentileza gera gentileza, o que é feito com amor e excelência gera felicidade. O que desejo, e prevejo, é que todos seus planos de casal sejam como foi essa grande empreitada: Sucesso e alegria que dissemina a todos que têm o privilégio de compartilhar a companhia de vocês. Parabéns a todos envolvidos. Amo vocês. Lívia Raquel Piasentin, tia, comadre e madrinha da Letícia.”

1guia noiva casamento decoracao verde e branca luzinhas (7)  1guia noiva casamento decoracao verde e branca luzinhas (1)

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *